fevereiro 09, 2015

50. Roupa


Lembrei-me deste tema depois de ver este post da Tulipa Negra!

Eu acho que aquilo que vestimos deve ser reflexo daquilo que somos. Devemos gostar e sentirmo-nos bem com a nossa roupa. Claro que há profissões que exigem farda ou um outfit mais cuidado. Mas tirando isso, aquilo que vestimos diz muito sobre nós. Durante algum tempo, pela altura do 7º ao 9º não pude vestir aquilo que gostava por ser gordinha e não haver tamanho para mim. Óbvio que me sentia mal. Felizmente agora já encontro roupa que gosto com números adequados a mim.

Enquanto tirava o curso, uma amiga (que estava a tirar outro curso) mudou drasticamente de estilo. Vá, drasticamente não quer dizer que era gótica e passou a beta... Mas ela era super descontraída, sempre de ténis, roupa confortável... Enfim, sempre a conheci assim! Um dia chegou ao pé de mim de salto alto e roupa bastante clássica. Perguntei-lhe o porquê da mudança repentina e ela disse-me que um dos professores disse que ela tinha um estilo de vestir muito infantil e que na profissão que ela queria seguir (Educação de Infância) tinha que ter um estilo mais adulto, caso contrário as crianças não a levariam a sério. Falando por mim, nunca levei uma Educadora ou uma Professora mais ou menos a sério consoante o que vestia. A isso eu chamo estereotipar pessoas e profissões. Já para não dizer que ela ainda estava a meio do primeiro ano do curso e que nem perto estava de conviver com crianças. Eu sei que ela se sentia mal com aquele estilo de roupa. Tanto que, mais tarde, quando começou a estagiar percebeu o quanto o professor dela estava enganado. Saltos altos e roupa clássica num infantário são coisas que não combinam, a não ser que se passe um dia atrás de um computador na secretaria!

14 comentários:

  1. Há imensos estereótipos por causa da maneira como uma pessoa se veste, é algo que me incomoda um pouco! Começam a julgar as pessoas por causa da maneira de se vestirem, como se isso fosse a identidade de uma pessoa. Claro que nos devemos vestir conforme a ocasião, mas nunca mudar por ninguém, na minha opinião!
    Li**

    ResponderEliminar
  2. Tens toda a razão, o que define uma pessoa é a sua atitude e não o que veste! Infelizmente na minha área temos de andar bem vestidinhos (eu sou muito prática e adoro andar de botas, por exemplo) mas, por acaso, até tenho "calhado" em empresas em que isso passa um bocadinho ao lado :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas lá está, uma coisa é termos de nos adaptar à vida profissional, outra é a vida pessoa. Há profissões que exigem essa adaptação.

      Eliminar
  3. realmente.. onde é que isso já se viu numa creche? -.-

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem é nada prático! Mas pronto... Fazer o quê?! xD

      Eliminar
  4. Acho que devemos vestir e usar as peças que nos deixam mais confortáveis e com as quais nos identificamos mais. Vestir algo que não gostamos só para tentarmos ser mais "populares" ou bem-sucedidos" não resulta.

    ResponderEliminar
  5. Acho que com o tempo nós mudamos e um dos fatores é a nossa maneira de vestir... Cada um veste o que quer e ninguém pode estar contra

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim claro. A mudança é natural. Não tem de ser obrigada.

      Eliminar
  6. Eu trabalho com crianças e acredita que nunca fui para o trabalho de salto alto nem sequer dava. Passo muito tempo de pé, a saltar de lugar em lugar, a ir buscá-los à escola. Se fosse de salto alto, estava tramada da minha vida!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois. Mas vai lá dizer isso àquele professor.

      Eliminar
  7. Realmente salto alto e crianças não combinam :|

    ResponderEliminar

*respondo aos vossos comentários aqui*